O Dízimo é uma ordenança bíblica? O que você deve dar à Igreja.

IMG_2334Após muito estudo e dedicação às escrituras sagradas tanto em Hebraico quanto em grego, e muita oração para ser guiado pelo Espirito Santo. Consigo hoje ter uma resposta a nossos Irmãos. Neste artigo não pretendo cansar-lhes com demasiados versículos, creio que todos (ou quase todos) conheçam os versículos que citam o dizimo. Assim, é um fato inegável que ele, o dízimo, faz parte das escrituras do Antigo(velho) Testamento. Como sempre faço, não trago a bíblia aos dias de hoje, pois creio e me foi revelado em oração que ela é a mesma ontem, hoje e será sempre. Contextualiza-la é tentar interpretar a mente de Javé e a de Jesus. Não somos capazes deste feito, embora alguns digam que sim, isto é uma mentira. O texto, quando bem traduzido, traz a palavra exata de Javé e de Jesus.

O dízimo é primeiramente uma palavra incorreta, pois dizimo vem do verbo "dizimar" que significa: destruir, levar ao fim. O termo deveria ser a Décima Parte de sua produção. Assim, a décima parte de tudo o que você plantasse ou seus animais produzissem, deveria ser entregue aos levitas sacerdotes (os que deram nome ao terceiro livro Leviticos). Os Levitas eram uma tribo que foi escolhida para servir à Javé (Jeová, Elohim, etc), eles dedicavam suas vidas ao tempo e à adoração de Javé, assim não tinham como produzir nada, todo seu sustento deveria vir de outras tribos, e foi instituído que 10% de tudo o que fosse produzido deveria obrigatoriamente ir para os Levitas, e eles abençoariam seus 90% restante. Eles se alimentavam e ajudavam os necessitados, como sem casa, deficientes, viuvas etc, e estocavam o restante. Entretanto se alguém tentasse, ou se atrevesse a não dar estes 10% os levitas amaldiçoavam, dizendo que gafanhotos e outras pragas atingiriam suas plantações e rebanhos. Assim, como Moisés fez com o Faraó Ramsés I. Todos temiam esta maldição e, claro, entregavam os 10%. Mas e quem não produzisse nada de comer? Bem, neste caso estavam livres do pagamento da Décima Parte, já que os levitas não poderiam fazer nada com artesanato, ou mesmo ouro e prata, uma vez que ficavam isolados no templo.

E quando se fala de quem roubar o dizimo do senhor, nesta passagem a ordenança é para os próprios levitas que entravam às escondidas no depósito e roubavam (ou melhor comiam) sem dividir com os outros e com os necessitados.

No Novo Testamento Jesus recomenda que paguemos impostos "à César o que é de César" e enaltecia quem contribuísse com as obras dos templos, ja que neste momento já havia o dinheiro em ouro e prata. Entretanto Jesus não diz nada diretamente sobre dar a Décima Parte. Mas após sua morte e ressurreição, quando passa a guiar o amado Saulo(Paulo) de Tarso, vemos que Paulo pedia contribuições para as igrejas que estavam sendo fundadas. Há um momento em que, apesar das divergências entre Paulo e Pedro, Paulo procura Pedro e lhe entrega sacos de moedas para que Pedro pudesse continuar seu trabalho, e fundar mais igrejas.

Conclusão:

O dízimo deve ser dado em alimento, para ser compartilhado na igreja, ou dado aos pobres da região, mas é necessário que os Discípulos (membros) fieis e que creem no poder de Jesus e na dádiva da salvação ajude financeiramente à Igreja, com 10%, 20%, 30%, 60%, isto não importa, devemos dar nosso melhor para a obra de Jesus. Negar ajudar a igreja é mais que ignorância é egoísmo, e perca da salvação, pois se a igreja não tiver recursos para se manter, terá que fechar as portas, "Deus provêm", mas a provisão vem dos discípulos que seguem e querem que mais almas sejam salvas para a honra e glória do Senhor Jesus.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *