Teologia da Pobreza Assim como há igrejas que buscam a prosperidade há aquelas que insistem na Pobreza

A grande base para a Teologia da pobreza e do sacrificio vem de uma passagem presente em Mateus 19. Como sempre faço, não desejo contextualizar, nem ir além, vou me ater às palavras e de preferencia usando os originais.

Versão corrente: "Então disse Jesus aos seus discípulos: “Com toda a certeza vos afirmo que dificilmente um rico entrará no Reino dos céus." (Mateus 19:23) (JFA)

Texto Original em grego: "Ὁ  de δὲ  Ἰησοῦς Jesus  εἶπεν  τοῖς  μαθηταῖς  autou αὐτοῦ Ἀμὴν  λέγω  ὑμῖν  ὅτι πλούσιος δυσκόλως εἰσελεύσεται  εἰς  τὴν  βασιλείαν τῶν  οὐρανῶν."

Tradução da fiel Bíblia A Voz de Deus: "E Jesus disse aos Discípulos: eu digo a vocês que eu acredito que um homem rico entrará com dificuldade no reino dos Céus" (Mateus 19:23)(AVDD)

Desta forma algumas denominações cristãs de Católicos a Protestantes que vivem uma vida de pobreza por medo de não entrar no reino dos Céus.  Assim como há muitas Igrejas e pastores/padres/santos que pregam que você tem o direito de desfrutar todas as promessas que Jesus deixou para nós, desde a saúde até a prosperidade financeira, há um grupo que segundo as mesmas escrituras se focam em pontos da pobreza.

StFrancis2O amado Papa Francisco, lider da Igreja Catolica Romana e discipulo de São Francisco de Assis: afirmou neste link:  "pobreza cristã não é ideologia, é o centro do Evangelho" e continua "Quando a fé não chega aos bolsos não é genuína". São Francisco de Assis foi um homem de Deus, mas se focou basicamente no evangelho de Mateus e nestas passagens, eu poderia dar-lhe varias razões para isto, mas  a própria historia lhe dirá que ter uma Bíblia completa em italiano naquela época era muito dificil e quase um crime, assim ele conseguiu um pequeno livreto, da "Biblia" incompleta, e qual o primeiro evangelho? Bigo! Mateus! Que continua dizendo:

Jesus diz que: “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá o dinheiro aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. Ao ouvir essa palavra, o jovem afastou-se pesaroso, pois era dono de muitas riquezas. (...) é mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus” (Mateus 19,21-24)

"Não acumuleis para vós outros tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde ladrões arrombam para roubar. Mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde a traça nem a ferrugem podem destruir, e onde os ladrões não arrombam e roubam. Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração. Um corpo iluminado" (Mateus6:19-21)

Bem, claro está que esta passagem está na Bíblia, e há quem viva na pobreza seguindo os dogmas de Mateus. Fiquemos atentos que a tradução correta é "o rico entrará com dificuldade no reino dos Céus", assim ele entrará, talvez com alguma dificuldade.

Vejamos na prática o que vemos nas igrejas, a começar pelo coração do cristianismo: O Vaticano.

papaouro

Igreja Católica Romana (Bento XVI)

russa

Igreja Católica Ortodoxa Russa

luther

Igreja Luterana

Templo-de-Salomão

Templo de Salomão IURD

Bem, sem desejar chegar a nenhuma conclusão vemos que a palavra no evangelho de Mateus é clara, mas as igrejas desde as católicas até as grandes neo-pentecostais desfrutam de riquezas, claro que há excessões.

Agora para refletirmos vamos a algumas perguntas:

-Seria este mandamento válido apenas para as pessoas comuns e não sacerdotes?

-Como o lidamos com o fato de que em João Jesus afirmar que podemos pedir TUDO e ele nos daria? Seria uma armadilha para ver nossos desejos e não nos deixar entrar no reino dos céus?

-Teria São Francisco feito a escolha correta ao ler apenas uma parte dos evangelhos? Seria está a vontade de Aba, o Pai de Jesus? 

-Seguimos o conselho de Mateus ou o de João? É possível conciliar ambos?

Como gosto de dizer, vamos ficar na palavra, contextualizar é dizer que a bíblia está desatualizada e que Ele deveria voltar para corrigi-la, mas sabemos que Jesus é o mesmo ontem, hoje e será sempre.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *